5 problemas que acontecem quando uma empresa não dá importância para a TI

Empresas que apostam em TI crescem mais rápido do que aquelas que não destinam recursos a área

Imaginar uma empresa que funcione sem recursos tecnológicos hoje em dia é muito difícil. Afinal, ela está em todos os detalhes do dia a dia: na internet, computador e os softwares usados para qualquer finalidade. Não é à toa que cada vez mais empresas apostam nos recursos da área, ultrapassando em crescimento aquelas que não fazem isso.

Uma pesquisa da Oxford Business Group aponta que 33,9% das PMEs brasileiras têm como prioridade ser inovadora. Porém, mesmo com esse desejo, muitas delas iniciam e não dão andamento aos novos projetos ou não sabem como escolher a tecnologia ideal para a instituição.

Essa falta de importância relacionada ao setor de Tecnologia da Informação pode gerar alguns problemas à empresa, conforme listado a seguir.

 

  1. Falta de segurança

Esse é um dos maiores problemas em não contar com um trabalho de TI bem estruturado. Falhas da segurança dos dados de uma empresa pode causar danos irreparáveis, e muitas vezes eles são causados por ataques que podem ser evitados.

Mesmo as instituições que trabalham com sistema simples como CRM, devem ter o cuidado com a proteção dos dados, uma vez que o vazamento deles pode causar prejuízos financeiros e até judiciais.

 

  1. Perda de dados

Perder dados é um problema recorrente em empresas que não priorizam os serviços de TI. Não basta apenas saber fazer um backup para salvar todos os processos realizados, é preciso entender as estratégias certas para proteger o negócio, de acordo com sua sensibilidade.

Além disso, os dados precisam estar salvos em um local seguro e criptografado, garantindo que apenas pessoas com autorização tenham acesso aos arquivos. Esse tipo de armazenamento também permite que os dados ou processos sejam acessados depois de um tempo e continuem funcionando normalmente.

 

  1. Empresa desatualizada

A tendência de procura pela TI em 2019 é estimada em um aumento de 10,5% no Brasil, incluindo processos de transformação digital, substituição de tecnologias, como também a venda de dispositivos relacionados.

Esse crescimento anual aponta também o desenvolvimento das empresas, a busca por formas de simplificar o trabalho e o desejo se manterem atualizadas no mercado. Uma empresa que não investe em TI é uma empresa desatualizada do mercado.

 

  1. Menor produtividade

Melhorar esse fator é um desafio para muitas instituições, e muitas vezes isso pode ser resolvido com a implantação dos softwares certos. Trabalhar com a ferramenta certa pode não só potencializar e simplificar as ações no trabalho, como também ajudar a proteger e garantir o uso seguro das ferramentas da empresa e até mesmo da navegação na internet, que pode gerar brechas para invasores, sem a segurança correta.

 

  1. Crescimento estagnado

A falta de aplicações em TI pode ocasionar a estagnação da empresa, uma vez que têm se destacado no mercado aquelas que mais investem no setor. Uma pesquisa do INSEAD (Instituto Europeu de Administração de Empresas) mostra que as empresas que investem constantemente em TI podem dobrar as suas chances de competitividade de 35% para 74%.

Não contar com a área de TI pode causar alguns prejuízos para uma empresa, já que todas as áreas estão sempre interligadas e resultam no bom desempenho da instituição. Dessa forma, contar com os serviços de TI, se tornou indispensável para qualquer setor.

Atualmente, a BluePex é uma das maiores empresas de TI do Brasil, atuando principalmente na proteção de dados e na gestão de sistemas de alta performance para atender a empresas de todos os tamanhos. Esse tipo de trabalho pode levar ao crescimento da empresa, além de promover a adequação ao mercado em relação às demandas geradas em tecnologia.

Quer ficar sempre protegido?

Assine nossa newsletter