8 erros de SEO que fazem com que suas páginas não apareçam no Google

Texto sobre SEO criado pela Resultados Digitais.

SEO é uma sigla em inglês para Search Engine Optimization, técnica que faz com que, por meio de algumas práticas, as páginas na internet sejam otimizadas para obterem melhores resultados nas pesquisas em buscadores como o Google.

No entanto, ao fazer SEO é importante também estar atento a alguns erros comuns que são cometidos e que podem comprometer o trabalho realizado.

Pensando em ajudá-lo nesse sentido, elencamos os 8 erros de SEO que fazem com que suas páginas não apareçam no Google e comentamos cada um deles. Desse modo, você pode evitar de cometê-los em sua estratégia digital e assim conquistar mais resultados positivos para o seu negócio.

  1. Os títulos das páginas e posts não estão otimizados

É importante destacar aqui que o título da página não é exatamente o título do artigo. O título faz parte do código HTML e é identificado como a frase que aparece na parte de cima do navegador ou página dos resultados do Google.

Para que os robôs do Google identifiquem o seu site, é muito importante que o título de suas páginas seja otimizado com palavras-chave importantes para o negócio e não um slogan ou frase qualquer.

  1. Não há foco em palavras-chave

Por falar em palavras-chave, também é relevante destacar que elas são a parte mais importante de uma estratégia de SEO. Sendo assim, é importante que elas sejam muito bem pesquisadas e escolhidas com cuidado para que os resultados gerados sejam realmente eficientes.

Os erros mais cometidos nesse sentido ocorrem quando as palavras-chave são definidas sem muita pesquisa do público-alvo e das personas da empresa. É preciso que as palavras façam sentido para o público, caso contrário você estará atraindo pessoas que não são necessariamente seus potenciais clientes.

  1. Há muito foco na mesma palavra-chave

Existem diversas ferramentas que auxiliam a encontrar palavras-chave com bom volume de buscas e elas não só podem, como devem ser utilizadas em uma estratégia de SEO.

O erro ocorre, no entanto, quando, ao notar uma boa palavra, você começar a focar muito naquele mesmo termo. O Google tende a distribuir os resultados de uma pesquisa para diferentes domínios, sendo assim essa repetição de palavras-chave pode ser inútil, já que esses conteúdos sobre o mesmo assunto não chegarão ao usuário. Por isso, o correto é apostar em palavras-chave variadas.

  1. As URLs estão confusas

Os mecanismos do Google também procuram por palavras-chave nos endereços das páginas e é por isso que as URLs precisam ser amigáveis e não confusas, com números, letras e outros caracteres sem conexão entre si.

Uma boa URL é a que tem o nome do site seguido do nome do post daquela página. Dessa forma, http://sitedasuaempresa.com.br/post-do-site-da-sua-empresa, por exemplo, é uma aplicação correta do endereço de um artigo que é publicado no site da sua empresa.

  1. Não há sitemap

O sitemap nada mais é do que um mapa que deve conter todas as páginas ou URLs de um site. Assim, ele servirá como uma espécie de guia para que os robôs do Google encontrem mais facilmente a sua página na internet.

Por isso, deixar de desenvolver um sitemap em um site é algo que pode prejudicar muito a relevância da sua página para o Google, o que resultará em resultados menos positivos ao desenvolver uma estratégia de SEO.

  1. Faltam links internos e externos em suas páginas ou posts

Os links internos e externos também contam pontos e são uma prática importante para ranquear sites no Google. Por isso, não realizar esse trabalho pode ser um erro grave em uma ação de SEO.

É preciso que os links sejam utilizados com cautela e que não afetem a boa usabilidade do usuário ao ter contato com o hipertexto. Assim, devem ser feitas linkagens internas, com conteúdos do seu próprio site ou blog, e linkagens externas, com links de posts de outros sites, principalmente se eles forem relevantes.

Por isso, sempre que desenvolver um blog post ou conteúdo textual qualquer, nunca deixe de incluir links que direcionem palavras-chave para outras páginas, pois isso é muito valorizado pelo Google.

  1. O site é lento e pesado

O Google leva muito em consideração a boa experiência dos usuários ao acessar um site. Sendo assim, quando uma página demora para carregar ou tem muitas imagens pesadas que prejudicam a boa navegação, por exemplo, ela será penalizada.

É por isso que os desenvolvedores e programadores devem sempre prezar pelo desenvolvimento de páginas que sejam fáceis e rápidas de serem carregadas.

Outro ponto que deve ser levado em consideração é a responsividade do site, ou seja, a propriedade de se adaptar a qualquer tamanho de tela em que é acessado. Isso porque o Google favorece sites que possuem essa característica.

Quer fazer um teste? Experimente a Ferramenta de Análise de Páginas da RD e receba gratuitamente um diagnóstico da performance das páginas de seu site, levando em conta alguns critérios como persuasão, SEO, responsividade e também velocidade.

  1. Os conteúdos não geram valor

Já foi comum, há muito tempo, a existência de páginas com conteúdos com assuntos aleatórios e sem relevância, mas que ficavam bem posicionadas no buscador desde que tivessem uma palavra-chave com volume alto de buscas. Essas más práticas ganhou até um nome: black hat.

Com o passar dos anos e o desenvolvimento de robôs dotados de maior inteligência, essas práticas passaram a ser facilmente identificada pelo Google, que prioriza conteúdos relevantes, que gerem valor para o leitor.

Por isso, se você ainda tenta utilizar esse “jeitinho” que era popular nos anos 90 e início dos anos 2000, saiba que pode estar prejudicando o posicionamento do seu site.

Certificado SSL

Outra preocupação é ter o certificado SSL instalado no site. Ele cria uma conexão criptografada entre um servidor da web e seu navegador. Esse certificado auxilia o Google a criar uma web mais segura e também melhora o posicionamento no ranking do buscador.

O BluePex® Website Security faz uma análise do certificado, verificando a sua validade e avisa quando for necessário atualiza-lo. Além disso, monitora a disponibilidade (uptime) e notifica em tempo real se houver uma queda. Assim você garante que seu site fique no ar 24 horas por dia, 7 dias por semana, sem perder nenhum visitante.

E então, você comete algum desses 8 erros de SEO em sua página? Caso a sua resposta seja positiva, convém mudar de atitude o quanto antes, pois isso com certeza está prejudicando o seu negócio.

Se você ainda tiver alguma dúvida sobre o assunto ou quiser compartilhar a sua experiência conosco, deixe um comentário abaixo.

Quer ficar sempre protegido?

Assine nossa newsletter