Como funciona a segurança dos dados na indústria 4.0?

A indústria 4.0 está cada vez mais preocupada com a segurança de dados e isso deve ser uma forte tendência para os próximos anos

A segurança dos dados é um problema comum dentro da Tecnologia da Informação. Agora, se tornou uma preocupação para a indústria 4.0, uma vez que pode frear seu desenvolvimento e seus resultados.

Ao analisar o início do processo de automação industrial, não é difícil perceber que o roubo de dados não estava entre suas inquietações. Isso porque não existia uma rede e as informações eram armazenadas localmente.

Com a transformação digital, Tecnologia da Informação e Tecnologia da Automação passaram a atuar de maneira colaborativa, o que abriu espaço para novos desafios, dentre eles a segurança dos dados.

A verdade é que a indústria 4.0 abriu as portas para cenários que, até então, eram inimagináveis. Porém, a integração entre máquinas, pessoas e internet tem seus pontos críticos e trouxe a insegurança para o cotidiano industrial.

Sem o devido investimento em segurança de dados, informações estratégias, fórmulas químicas e senhas de acessos podem parar nas mãos erradas. Trata-se de um grande risco, capaz de gerar prejuízos que ultrapassam as perdas financeiras e podem causar sérios danos à reputação de uma marca.

Ao mesmo tempo que a Industria 4.0 prevê uma agilidade, produtividade nunca antes vista e imaginada no mercado. Os mesmos motivos que levam a ter esse ganho são os mesmos que podem levar a grandes problemas de segurança da informação que podem acarretar em perdas igualmente não imagináveis, arriscando ao afirmarmos que pode ser motivo pela falência de uma empresa

Não é por acaso que os investimentos em segurança da informação crescem exponencialmente. Segundo a IDC, os gastos com inteligência artificial e machine learning devem chegar a US$ 671 milhões em 2019. Uma das justificativas para esse número é a busca por prevenção de ataques de ransomware.

Dentro do cotidiano da indústria, esses ataques têm um modus operandi bem comum. Após a inserção de um pen drive ou abertura de um anexo duvidoso de e-mail, um programa invade o sistema. Depois de instalado, todos os dados e ações realizadas ficam à disposição do hacker, que pode roubá-los, alterá-los e deletá-los.

Assim sendo, a proteção a essas informações precisa ser eficiente e agir de modo progressivo. A melhor estratégia é trabalhar os acessos, liberando permissões e bloqueando usuários, de modo que a visualização dos dados só seja permitida a quem está autorizado.

Nesse contexto, algumas ferramentas e ações podem ser implementadas com sucesso, como a autenticação de usuários, o controle de acesso, a identificação de invasores e arquivos suspeitos, o uso de criptografia de dados e das varreduras periódicas em busca de vírus.

As soluções da BluePex para a segurança e controle de redes, servidores e endpoint atuam diretamente nos problemas apresentados. Elas garantem conexões seguras e o bloqueio do acesso a aplicativos, páginas e dispositivos de armazenamento, como HD externo e pen drive, o que reduz os riscos de invasões e favorece o monitoramento em tempo real.

Essas são ferramentas modernas e eficazes para a proteção de dados dentro da indústria 4.0. Sendo de fácil implementação e uso, a detecção de ameaças é feita de maneira automática e muito mais rápida, o que representa uma segurança efetiva aos dados e às informações sigilosas e estratégicas do negócio.

Com mais de 14 anos de atuação no mercado, a BluePex se especializou no desenvolvimento de soluções de segurança e controle de TI no Brasil, oferecendo aos seus clientes produtos inovadores para um desafio real.

Diante de inúmeras ameaças, esse é um investimento imprescindível para o sucesso da indústria, que está cada vez mais moderna e precisa contar com recursos que protegem com eficiência aquilo que é mais importante.

Quer ficar sempre protegido?

Assine nossa newsletter