Vazamento do Detran alerta para os cuidados com a segurança dos dados

Dados de 70 milhões de brasileiros com CNH foram expostos após falha no sistema

No dia 08 de outubro todos os brasileiros que possuem CNH tiveram os dados expostos no site do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran-RN), até mesmo o presidente, Jair Bolsonaro. Em apenas uma consulta com o número de CPF era possível obter dados pessoais como endereço completo, telefone, dados da CNH (categoria, validade, emissão, restrição, registro), RG, CPF, data de nascimento, sexo e idade.

Por ter um sistema integrado e de base nacional, era possível visualizar os dados de motoristas de qualquer região do país. A falha que já se estendia por alguns meses foi denunciada ao Departamento Nacional de Trânsito por um pesquisador de segurança da informação, que não obteve retorno.

Em nota —no mesmo dia da divulgação da brecha no sistema — o Detran afirmou ter reparado a falha ocorrida e que ela não ocasionou danos aos dados dos usuários. No entanto, casos como esses ressaltam uma necessidade cada vez maior em relação a proteção dos dados pessoais, seja por parte de empresas públicas ou privadas.

Casos de vazamentos de dados são cada vez mais comuns e colocam em risco não só os proprietários deles como quem os detém. Empresas que não investem em recursos de Tecnologia da Informação (TI), por exemplo, são alvos fáceis desse tipo de problema.

Segundo um levantamento da BluePex, 20% das PMEs brasileiras quebram após ataques cibernéticos. Das 285 empresas consultadas pela BluePex, 170 — ou seja 60% delas — indicaram já terem sido contaminadas. A pesquisa levou em consideração negócios com faturamento anual a partir de R$ 4 milhões.

O Brasil é o país da América Latina que mais sofre ataques cibernéticos, além de estar entre os mais atacados em todo o mundo. Diante desse cenário muitos empresários estão mais atentos à contração de soluções mais inteligentes e profissionais para protegerem suas empresas. Entretanto, grande parte das empresas de pequeno e médio porte ainda estão sem proteção efetiva e sua organização vulnerável aos cibercriminosos, de acordo com a BluePex.

A BluePex® empresa que oferece soluções em segurança, controle e gestão para TI e também certificada pelo Ministério da Defesa (EED) é uma das maiores empresas especializada no Brasil. Aplicações como o BluePex® Endpoint Control e Protection são essenciais para proteger as empresas de possíveis invasões, vazamentos de dados e prejuízos que eles podem gerar.

Quer ficar sempre protegido?

Assine nossa newsletter